Metrô tem operação parcial em SP; saiba quais estações funcionam

Linhas 1, 2 e 3 operam em alguns trechos, já CPTM e linhas 4 e 5 não têm relatos de paralisação

greve geral convocada por sindicatos em oposição à reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro tinha a expectativa de paralisar os transportes e outras categorias. Na capital paulista, no entanto, apenas os metroviários aderiram à paralisação.

Até às 8h, o Metrô-SP informava operação parcial nas linhas 1-azul, 2-verde e 3-vermelha. Na linha 1, a operação era entre as estações Ana Rosa, na zona oeste, e Luz, na região central. Na linha 2, os trens circulam entre a estação Clínicas, zona oeste, a Alto do Ipiranga, zona sul. Já a linha 3 está em operação entre as estações Marechal Deodoro, na zona oeste, e Tatuapé, zona norte.

O monotrilho, da linha 15-Prata, está paralisado. O ramal liga as estações Vila Prudente à Vila União, na zona leste da capital. Já as linhas 4-amarela e 5-lilás, a operação é normal, assim como a CPTM.

Segundo a SPTrans, empresa que administra os ônibus da capital paulista, a circulação é normal e os 29 terminais municipais estão funcionando.  Foi anunciado reforço de frota para atender passageiros que não conseguem fazer o deslocamento pelo Metrô.

Rodízio está valendo

Apesar das manifestações previstas, a prefeitura de São Paulo manteve o rodízio de veículos. Carros com placas finais 9 e 0 não podem circular no centro expandido da capital paulista.  Segundo a CET, havia 65 quilômetros de lentidão na cidade. Na avenida 23 de Maio, altura do Terminal Bandeira, manifestantes colocaram fogo em pneus e fecharam a via. O trânsito, sentido centro, era intenso na manhã dessa sexta-feira.

Fonte: VEJA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *